Pode ou não pode?

"A primeira impressão é a que fica" já dizia o ditado, mas nem todo mundo está atento aos pequenos detalhes que podem prejudicar ou contribuir nas produções de looks para o trabalho. O segredo para acertar é o equilíbrio e o bom senso. Veja os itens selecionados e explicados:


1- Legguing e calça rasgada: deixe essas peças apenas para os passeios e ocasiões informais. 

2- Roupas muito justas: marcam muito o corpo e atrapalham a mobilidade do colaborador, sem contar o desconforto. 

3- Perfume muito fortes: pode incomodar e causar algum tipo de alergia a quem estiver no mesmo ambiente. Prefira os suaves #dica.  

4- Maquiagem exagerada: neste momento o menos é mais e isso serve para a imagem pessoal que é muito importante para a comunicação interna e externa da empresa ser realizada de maneira objetiva e render bons frutos. 

5- Chinelo: é melhor em casa ou na praia. Ele não contribui com a produção profissional por ser um calçado bem informal. 

6- Decotes muito profundos: atrapalham a comunicação visual sua com o seu cliente e ainda causam impressão negativa sobre você. O menos é mais também #dica. 

 7- Camisa com botão frouxo que deixa abertura no seio: literalmente não saia com ela, pois com certeza aquele botão abrirá. Melhor sair com algo que esteja mais seguro e discreto. 

 8- Faixa de cabelo: aquelas com estampas e coloridas não são favoráveis ao look profissional, mas há as discretas da cor do cabelo para dar um toque diferente a ele.   

 9- Tênis: caso você seja um personal trainer pode, mas se não for é melhor evitar, pois é um calçado esportivo. Opte por sapatilhas. 

 Os homens podem usar o sapatênis que é um pouco mais sofisticado quebrando um pouco o estilo esporte. 
 
 10- Alça do sutiã aparecendo: não mostra profissionalismo e competência além de criar uma imagem pessoal vulgar aos olhos alheios.
Coloquem essas dicas em prática e arrasem no trabalho de vocês. 
Sucesso! 
Caroline Trevisan

You May Also Like

0 comentários